Translate

23 novembro, 2015

Ela

Uma flor nasceu
perto do arranha-céu
duma avenida
que nunca termina
brotou ali
na rachadura
próximo ao esgoto.

Uma flor tão pequena
que mal se percebe
duma cor amarela
delicada a se destacar no concreto
mas resistente que o vento não leva.

Virou um contraste perto do bueiro
vive sendo pisada mas sobrevive.

Essa flor
é para quem enxerga detalhes
pequenices grandes
simples pra mudar a razão do dia.

Essa flor
pode se tornar fotografia
ou uma reflexão
para um espaço da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário