Translate

20 outubro, 2015

Encantar e desencantar

Ana,
tem a liberdade
de ir e voltar
de contar as suas histórias
e todas as fantasias
um dia pássaro
outro menina
por conta
de um conto.

Mas a energia
entre fantasia e mentira
é diferente
sinta o peso das palavras
e como elas se manifestam
uma brilha e a outra escurece.

Na mesa de cirurgia

Alguns pontos doem
certas coisas são costuradas
sem anestesia
é o sangue quente que escorre
a agulha na carne
não tem morfina,
tem o tempo que estanca
que ora espanca
e noutra espanta.

O rasgo poderia ser no pé
mas foi no peito
outra vez não tem jeito
não foi a última
e nem a primeira
mais uma cicatriz.

Em outra estação
o grito abafado
estará liberto
para novo estrago
ou não
talvez um engano
que irá me engasgar.