Translate

06 setembro, 2015

"Fez casa aqui"

A poesia me picou
deixou uma ferida
fez uma cura.

A poesia me tomou
rapidamente com sede
feito água numa garganta seca
e levemente degustou
feito vinho que se aprecia.

Eu não sei mais o que faço
ela incorpora
se apoderá
eu digo cale-se
e ela grita para sair
sapateia se preciso
quer falar de qualquer jeito
já não sei quem é que fala
já não sei quem têm as rédias.

Me aparece no trabalho
na sala de aula
no cinema
nos trajetos que faço
e como pode aparecer
quando quer?
na hora que quer?
quem ela pensa que é?

A poesia me escolheu
e nem perguntou se eu queria
ela disse estou aí
e não adianta você fugir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário