Translate

29 setembro, 2015

A moça do metrô

Pele cor de ouro velho
olhos como duas luas cheias
da íris do quase mel
feito da sombra da mãe Terra
num esplendoroso eclipse lunar
já se concentrado na retina
num fino eclipse solar
cabelo solto abaixo do ombro
escuros dos cachos armados
boca da carne que salta
da cor de lama avermelhada
num batom levemente rosa que esvai
pescoço do vaso de barro
a vestir colar comprido de uma pérola só
em suas mãos unhas de céu noturno
no dedo indicador um anel hindu
no anelar um maia
camisa de estampa clara
cheia de flores serenas
mais um jeans desbotado
e dois pés pelados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário