Translate

17 agosto, 2015

Lembramos: pernas cansadas

A gente acha que não passa
a gente chora
mas depois de um tempo
achamos graça
fica na memória.

Madrugada
caminhada naquela avenida
elitizada
e por incrível que pareça
naquele dia
não tinha bar,
não tinha boteco aberto
só ela e eu
naquela desgraça
sentada na escadaria do prédio gazeta
sem álcool, sem água, sem nada
exceto com prosa e muita raiva.


Hoje, apenas risadas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário