Translate

10 maio, 2015

No silêncio

Disputar quem tem mais culpa
ou argumentar a igualdade da culpa
a igualdade da mágoa 
quanta coisa que cansa
e a vida que passa.

Eu quero me libertar de aflições voluntárias
somos livres para escolher outros caminhos
para deixar de cutucar feridas
para enxergar os nossos próprios movimentos
e perceber o quanto a gente mesmo se golpeia. 

O tempo quanta coisa nos revela
ele nos dá, ele nos tira
a gente sapateia se ele tira, 
mas só depois de muitas voltas no ponteiro do relógio
a gente entende do que se livra
ou do que nunca daria certo. 


Memórias da infância

Comecei investigando o mundo das formigas
em cada buraco que entravam
o que era um formigueiro
por que andam todas em linha
como é que suportam esse peso?

A gente olha para o chão
e percebe quando caminho ainda tem para percorrer
depois de tanto tempo eu ainda as percebo
essas pequenas folhas que são levadas
por outros seres mais minúsculos ainda.

É tanta coisa que passa despercebida no mundo dos homens adultos e cegos
felicidade é ser criança, em alguns momentos me pego olhando os pequenos
que movem lentamente a natureza
a vida deles às vezes me lembra a minha.







01 maio, 2015

Sobre dar o rumo

Pessoas são diferentes
umas alegres, sorridentes
e outras que mostram
somente os dentes.

Há quem goste de dançar
de falar sobre tudo,
há quem veja a vida
quem ame o mar,
e quem beije profundo.

Têm os que tentam, persistem
têm também os que dão murro em ponta de faca.

 Ah...os que falam, os que silenciam
também quem dialoga
e quem debata.

Têm  os que te incluem
e os que te excluem,
os que te amam e os que te matam.

Têm os espertos e os bobos,
como disse Clarice.

Tem tanta coisa para gente ser e escolher,
tem tanta coisa para gente querer ou se afastar.

Árvores e homens

As árvores perdem suas folhas
porque envelhecem ou porque o vento leva
mas o tempo quase sempre traz as novas.

Depois de descer a rampa
sempre olho para elas
esperando o tempo de novas folhas
se secas os pássaros quase que não cantam.

Ver a árvore é ver o espelho da gente
às vezes estamos cheios de folhas, frutos e flores,
mas às vezes estamos "cheios de nada",
ficamos secos, nus,
esperando a próxima estação chegar.

O ser humano floresce,
no entanto, infelizmente, nem todos.

Tem árvore que já foi florida e já foi verde ou alaranjada
mas hoje é seca em qualquer dia do ano.

Nessa, uma beleza triste de se contemplar.



Alienação

Me cansei de ser a professora do pré primário de um amor
de ter que ver e ouvir as indiretas de quem lhe dá o leite ainda no seio
na barra da saia que você segura,
mas eu não vou por saias
nem lhe dar o leite do meu peito.

Eu acho tão louca essa situação que fiquei doente
eu acho tão louca tanta coisa que agora me faço ausente,
só escrevo coisas que você leria se não estivesse
tão doente.

Não entendes de flores e nem de cores
e ainda que toques violão erudito
tu não sabes o que são acordes,
você não acorda.

Não me fale em enviar dinheiro para o outro lado do mundo
na compra de fuzil que estoure os miolos de capitalistas
quando quem está ao seu lado morre de fome
comendo lixo estragado junto com ratos, baratas e pombas.

Isso você não fala, você não vê, você não sente.
Isso é um contraste!

Não me diga o que é ser comunista quando você não sabe
o que sabes é o que dizem os livros e os noticiários e nada além,
sinta a miséria, não a teorize somente, não aterrorize.
Pior do que forçar
ou pior do que ficar na inércia
é se intrometer em algo
que não lhe diz respeito.