Translate

15 dezembro, 2014

Dialética

Emburrado,
parecia tão bravo,
ninguém ousava discutir,
nunca vi alguém rebater.

Política vinte e quatro horas
era o que eu pensava:
- que cara estranho
não fala mais sobre
nada?

Porém eu que pouco sei
ainda assim contestei
porque não concordei
ou porque quis ser do contra
foi de propósito mesmo
se ele quer saber.

Na dialética eu percebi:

Como pode ser uma fera
em uma flor?

Como pode falar de guerra
com tanto amor?

E como pode ser tão sério
e ao mesmo tempo
de tão bom humor?


Um olhar além do olhar
acima da cor do céu.

Um coração que cabe
a humanidade,
que sem hipocrisias luta
pela igualdade,
e que se enfurece por
tanta sacanagem.

O que me encanta além
da cor dos olhos
é a cor da vida - "vermelha"
cor de sangue
dos que querem vida: os excluídos!

Desabrocha a fera em flor
se esconde a fera
numa flor,
sempre foi fera e flor.

Eu vejo os dois,
sinto e quero
os dois.


Nenhum comentário:

Postar um comentário