Translate

09 julho, 2014

"Não brilhou no céu da pátria nesse instante"

E o amor acabou
tão rápido assim
que por sete a um
eu já não sou mais do Brasil.

Lindos campos têm mais flores
boto fogo na bandeira
e quem se disse patriota
não passa de um hipócrita.

Eu sou brasileiro com muito orgulho
- será?
Já sei que culpam a educação
e com razão
mas olha só o que o comércio faz
o que ele traz
pelo lucro nos faz e desfaz
facilmente
em camisetas verde e amarelo
em frases que o povo não sente
que a história não construiu.

Amor ao Brasil pelo consumo
o Brasil é uma merda - é o que sempre escutei
mas também
o que sempre descordei.

Tá no pé
tá no gingue
tá na cor
e no esquecimento.

Ah...meu Brasil
que precisa ser descoberto
por fora de tanto imperialismo
pois que
ainda se fossemos vencedores da Copa
nos veriam derrotados
porque estamos derrotados
nas escolas e nos hospitais
nos barracos com casas que desabam
que são inundadas
na criança que sonha em ser
jogador de futebol, engenheiro, bombeiro
mas que depois quando cresce
se torna como referência
informante do traficante
o tal do aviãozinho
ou então
dono da boca, da biqueira
que com certeza vai matar ou vai morrer
com um tiro na cabeça.

E doutro lado
tem o bancário pobre
e o burguesinho.
Tem o Bradesco
e o Banco Safra
tem tanto banco
e multinacional
que só agridem
o que é nacional.

E tem gente que virá idiota
numa classe média
porque o seu poder de compra
de forma equivocada
aumenta consideravelmente
comprando a prazo.

E se tenho o meu carro
e um curso universitário
foda-se o resto
porque eu não protesto!

Eu grito: Vai ter copa sim
eu visto a camiseta do Brasil
eu vou ao estádio
e depois da goleada
me junto com os gringos da vila Madalena
pra tomar uma caipirinha
e botar fogo na bandeira.

Ah...Brasil
pra mim
pra mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário