Translate

20 junho, 2014

VOE

Não vê que algo tão lindo assim
é lindo por viver em braços livres?!

Não é preciso se angustiar para chegar,
e nem é necessário se lamentar.
Não vive só na pele ou nesta roupa
que a gente veste e depois enterra.
Não é guerra e nunca foi.

O que pulsa não é vício
é virtude que todos têm
mas que nem todos
experimentam verdadeiramente
a liberdade de sentir.

Seria tão difícil permitir
que a felicidade do outro
seja a sua também?
Ah...a vaidade,
porque nós somos em certas vezes
vaidosos demais,
uns mais, outros menos.

Somos orgulhosos, mesquinhos
confundindo tudo e chamando de amor,
acredita?

Mas...
o amor é isto mesmo?

Me pergunto para aprender,
pois é tão simples e tão complicado
no mesmo batimento.

E confesso que de um tempo para cá
venho compreendendo
que amar além do que as novelas contam
do que os romances dizem
ou do que os filósofos questionam,
é apesar de tudo se desprender e continuar
mesmo assim, amando.



Um comentário:

  1. Lindo o texto!

    Tudo o que é belo e, realmente, importa , deve ficar livre!

    ResponderExcluir