Translate

15 fevereiro, 2014

Me perguntaram sobre ele

O amor não é mais um trago de cigarro ou algo que às vezes se usa para controlar a ansiedade do momento ou o tamanho do estrago.

Ele não é mais uma rodada de bebida quando se está mal.
Não é nada do tipo que te faça cair para esquecer da vida.

Não é fachada decorada,
nem teto rachado.
Não são frases que duram somente meia estação, e tampouco a ânsia de sentir quando já se sente, não é preciso mentir para enganar a mente.

O amor não acontece assim de repente,
feito ilusão ou paixão contente, demora e quando instala-se no coração
quase sempre vive eternamente,
como memória velha no presente,
feito um futuro que se pensa lentamente.

Esqueça o cinzeiro!

Um comentário: