Translate

28 janeiro, 2013

AO PACIENTE


Os tratamentos médicos não precisam ser tristes

Podem ser menos doloridos
E mais coloridos

A quimioterapia fica pra outro dia
Hoje tem uma música
Uma canção que você não escutou

Vamos usar outros remédios mais saudáveis
Olhe a letra desta composição
Eu sei – eu disse que você não conhecia !

- Então ?

Não limite-se
Desligue este programa de rádio
Pai Nosso e Ave Maria é pra depois

Após o som abrir a porta dos ouvidos
E o seu cérebro captar a interpretação
Fazendo com que chegue até o coração
As correntes sanguíneas se alegrarão
E deixarão tal substância combater
Sem destruir as células da vida .






26 janeiro, 2013

CENÁRIO


Quantas histórias cabem no mesmo espaço?
É o casal apaixonado ;
É a menina que reclama do namorado ;
É o garçom que serve a galera ;
São as mulheres que vão ao banheiro ;
É um cigarro que é tragado ;
Um vinho degustado ;
Uma música tocada ;
O encontro entre amigos ;
A briga feia que existiu em casa ;
Os olhares que se procuram ;
O flerte mal dado ;
Um charme do estrangeiro ;
O celular que vibra ;
A porção de fritas que chega ;
A garota que não desconecta do facebook ;
Outra rodada de chopp ;
A preocupação com o novo emprego ;
As novidades da semana ;
O estresse do dia ;
O rosto emburrado ;
O ciúme passageiro ;
A viagem feita ;
A briga com o chefe ;
A notícia do jornal ;
O último filme no cinema ;
O velório do seu vizinho ;
O beijo roubado daquele desconhecido ;
Um grito ;
Um palavrão alto ;
Um tapa na cara ;
Um senhor que dança jazz ;
A cruzada de pernas de uma mulher ;
O bêbado alegre ;
O choro do carente ;
Alguém ausente ;
As risadas de uma piada bem contada;
A mente em outro lugar ;
Um rapaz observador ;
O decote do vestido ;
Uma senhora com seu amante ;
Pessoas que encenam uma peça ;
O baterista que se atrasa ;
A conversa sobre filosofia ;
Questões com o misticismo ;
Um quadro comprado ;
Uma moça com sono
E um texto mal escrito .

17 janeiro, 2013


Nem sempre a tinta que usamos para COLORIR nossas paredes agradam os demais ou chamam a devida atenção dos outros , às vezes a marca nem é tão boa assim , mas a sensação de pintar é fantástica !




11 janeiro, 2013

Cabe ao tempo passagens e paisagens de todos os momentos
Peço as horas que freiem os dias
Para amadurecem devagar com os minutos os meus pensamentos

Pois hoje estou leve
E ainda no balanço do mar perpetuo
Em ritmo lento segue a correnteza

Desacelero todos os meus planos
Deixo para o amanhã novas escolhas
Sinto o flutuar do meu corpo sobre as águas

O calor evapora sensações inquietantes
As ondas batem peito a dentro
Com o sal limpam sentimentos

Às tardes movimentam frases calmas
E às noites ficam em silêncio
Para ouvirem o nascer de ternos batimentos .


As coisas tristes não deveriam ser bonitas
Ainda que escritas
Mas elas são .

Porque as coisas tristes
Antes de serem tristes eram bonitas
E portanto
Não são memórias em vão .




A CULPA É DE QUEM ?


Ele queria um cachorro . Sim , um cachorro , ficava empolgado só de imaginar  o seu novo companheiro , inclusive Vitor já havia encontrado um nome para o animalzinho , na verdade estava em dúvida , não sabia se chamava-o por Sam ou Shan , mas isto não era o mais importante , ele queria mesmo era abraçar o seu cãozinho , correr pela praça , escutar seus latidos . O Sam ou Shan seria um labrador de pelagem preta , assim , era o amigo divertido que Vitor buscava , porém , acontece que o encontro não aconteceu , logo que chegou a loja para comprar e levar o companheirinho , acabou por encontrar um passarinho cantarolando sozinho , mesmo assim , o menino aguardava pelo incrível Sam ou Shan que fora vendido algumas horas antes , triste , ele aceitou o tal cantor de asas pequenas e coloridas .
Chegando em casa o moleque percebeu que aquela casinha de cachorro deveria ser uma gaiola , e também não seria possível ver o seu novo animal de estimação abanando o rabo , pegando a bolinha para o dono , correndo e estragando todo o jardim , latindo feito um estabanado , porque ele era um pássaro que apenas sabia cantar e mais ou menos voar , e com o decorrer dos dias Vitor ficou irritado , nem nome deu ao passarinho , nem comida , nem água e muito menos amor .
O encanto era como um brinquedo que o pai compra e com o tempo perde a graça , mas , alguns brinquedos as crianças não esperam , não querem , então , eles ficam lá mofando , quando poderia ser dado para uma outra pessoa que saiba brincar , contudo , o desdenhado amigo não era uma vitrola ou um brinquedo de dar corda , qualquer plástico ou qualquer bola que se chute .
Quando a mãe de Vitor não fazia os seus pratos preferidos ele emburrava , resmungava , chorava , mas , comia o que tinha , mesmo porque o alimento vai para o estômago e o resto fica fácil de deduzir , porém , e o passarinho , que culpa tinha de não ser um cachorro ?
Depois de um mês , o pássaro estava fraco , muito pouco alimentado , muito mal tratado , numa gaiola imunda e trancada de sentimentos porque o dono quis assim .
- Cantar ?
 Não tinha mais canto , foram somente nos primeiros dias ! Emoção é uma coisa que consome a vida , ou ela desanima e te mata , ou ela preenche de alegria as horas e vontades do seu dia .
Emoção com desânimo não combinam , de início não era assim , pelo menos para o pássaro , pois o garoto ao receber a notícia ficou insatisfeito e deixou insatisfeito aquele que agradava , não ao Vitor , mas aos outros .
Os pais do menino tentaram convencê-lo de devolver o passarinho ou a doá-lo para o vizinho , contudo , ele não queria , falava que começaria a tratar bem o seu amiguinho , entretanto , puxava as penas do pequenino e ainda atirava pedrinhas para feri-lo , o que pretendia mesmo era vingar-se do pobre coitado , já que não conseguiu o seu cachorrinho .
O pássaro ao ver o garoto ficava desesperado , não entendia o porque dos ataques com aquele que nenhum tipo de perigo oferecia , até que um dia Vitor não satisfeito , pois a fúria o consumia , acertou uma pedra maior na cabeça daquela ave , e desta vez ela não aguentou .
O menino foi repreendido pelos pais , e o cachorro ?
- Ah , certamente não teria um agora , se ele não sabe cuidar de um pássaro , não saberá cuidar de um cão e de nada  além de seus próprios caprichos que às vezes levam a própria destruição .
A raiva do menino contínuo e desta vez ainda maior .
- Adiantou ?

02 janeiro, 2013


Mal o ano já começa
E brevemente já termina 
As pessoas comemoram a chegada do ano novo 
Mas não comemoram a chegada do novo dia !