Translate

13 novembro, 2012

Oh meu português, oh meu tupi, oh meu Brasil !

A ideia não é mais idéia , mas a história continua igual .
O jogo da Coreia mais a estreia com a plateia cheia , perderam os acentos .
Aqueles que creem e leem não usam mais chapéu , justificaram que o voo causava enjoo sem ter nexo algum .
Se quiser para de andar para comer uma pera e geleia não acentue , porque anteontem era de uma forma e agora é outra .
A "infraestrutura somente juntou palavras" , porque a autoestrada continua ruim e o semianalfabeto é quase o mesmo .
O governo semideus diz que a educação é seminova , por meio do sistema geopolítico com a dança da minissaia sem calcinha . A garotada acha isto ultrarromântico , pois representa o neossimbolismo do Estado ultramoderno .
Para ler a Odisseia você boia . Não existe feiura se você tiver joia .
Heroico não é matar uma jiboia , contudo sim , contra-atacar pessoas que vivem de forma sub-humana , cozinhando os sonhos delas dentro do micro-ondas para depois intitular-se o super-homem dos oprimidos .
Com certeza os coautores deste disfarce não são a favor do antirracismo , embora utilizem o discurso da superproteção cultural em um país subdesenvolvido . Eles são super-reacionários e dizem ser superamigos , isto é superinteressante . Estou superotimista .

2 comentários:

  1. Fernanda,
    É um manifesto!
    Gostei em particular quando escreve "...cozinhando os sonhos delas dentro do micro-ondas...". Que imagem!
    Até breve!

    ResponderExcluir