Translate

26 julho, 2012

POROROCA


O poeta é um atleta
Que nada contra a correnteza
Para desovar toda a beleza
A água leva feito enchente
E muda o pensamento dessa gente
Letras exprimidas saem da nascente
E palavras competem para chegar na frente
O percurso do rio
É um recurso que limpa o pueril
A desembocar em mar doce
De amargos rios
Porque boiam pelas ideias de escritores
Que transformam amores e rancores
Na força dum mergulho profundo
Entre alma e corpo
Na solução de explicação
Ousam as frases do refrão
Para questionarem orações
Em mar aberto de construções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário