Translate

18 julho, 2012

NÚMERO 35/36


Eram sapatos que apertavam 
Espaços que sobravam 
Porém nenhum deles eram para os meus pés .

Uns claros , outros escuros 
Alguns bonitos , outros feios 
Altos , baixos , com cadarços 
Elegantes e simples 
Abertos e fechados 
Caros e baratos .

Território pequeno esmaga os dedos 
Território grande deixa livre demais .

Não adiantava algodão porque não prendia naturalmente 
Não adiantava álcool porque não iria lacear naturalmente
O sapateiro até conseguiria , mas transformaria algo que não era para mim .

Leva tempo para entender as formas que formam naturalmente as nossas vidas.

2 comentários:

  1. Lembrei de uma música do Raul (sapato 36)...

    Gostei!

    ResponderExcluir
  2. É verdade. Faz sentido! Muito boa música por sinal ^^"

    ResponderExcluir