Translate

26 julho, 2012

MEDO


O tiro que saiu do outro lado da parede
Atravessou meu travesseiro  .

O dia inteiro
A noite ria
Eu não dormia mesmo rezando Ave- Maria
Era fogo , era palha
Tudo espalhava
O disparo despertava
Destrambelhava
Uma tala de madeira para os olhos que não pregavam
Eu corria pelos corredores do meu silêncio
E escondia os gritos de inocência .

O tiro que saiu do outro lado da parede
Atravessou meu travesseiro  .

Os sons reprisavam aos ouvidos
Vontades colocadas em pedidos
A  corda que não aguentou este balanço
Quebrou porque estava velha e repartida
Fumaças conversam com neblinas
Para nascer no coração o susto desta interpretação :

O tiro que saiu do outro lado da parede
Atravessou meu travesseiro .

3 comentários: