Translate

09 junho, 2012

HISTÓRIA DO BRASIL

Vem cá!
- De-me tudo que for teu.
- Num possu não sinhô , tenhu nada.
- Mando chicotear e arrancar-te os olhos . De-me tudo já disse !
- Sinhô pur favô me entenda , é sufrido pra mim , malaguentu . Me dê diiiscansuuu.
- Negrinha bastarda , cala-te ou pedirei para açoitar-te .
- Si sinhô!
- Agora esfregues todo o chão , depois vá até a cozinha e traga-me o que comer . Vá logo.
- Sinhô me deixa sentÁ um poco? Tô bastanti can-sada.
- Negrinha infeliz some daqui . "Eu" ordenei , CUMPRA !
- Si , si , si , me-vô sinhô

(...)

- Sinhô , aqui tá o café i o bolu de fubá.
- Tá , deixe ai na mesa.
- Vá se lavar , tirar esta imundice do teu corpo que mais tarde eu vou "deitar contigo".
- Cumigo sinhô ?
- É ... com você mucama e, não quero saber de choro desta vez , porque caso contrário irei machucá-la ainda mais.
- Si sinhô !

Nenhum comentário:

Postar um comentário