Translate

02 fevereiro, 2012

Estranho



Hoje eu fiquei a pensar em teus olhos
Que me procuram
Na tua boca
Que me chama e contem-se
Nas tuas mãos que eu desejo
mas , somem .
Não sei o que é "isto"
Aflora a minha alma
Desequilibra os meus sentidos
Cega-me
Fico sem saber onde estou
Parece loucura
Uma gangorra
Chama que acende e apaga
Um jogo de xadrez sem fim
Espero sem bem saber o que esperar
Um mistério
Inquietude
Disfarço-a
Deixo camuflar

Com o tempo quando a calma não bastar
E a paciência esgotar
Iremos nos encontrar.




Um comentário: