Translate

30 janeiro, 2012

Face Falsa

 
Roupa estendida no varal
Quem vê pensa e sente ,
Acredita que é filho
Horando e prestativo.
Poucos pecados  , os de meninice
Nunca corrigidos pela mãe ,
Crescendo até transbordarem-se
Em enormes enxames de vespas.
Com a face protegida pela máscara , mentes .
De todas as desqualidades você é capaz .
Que pousa de homem forte e valente
Sem pronunciar o esconderijo de quem te guardas .
Eu não tenho pena de ti , Deus que o tenha
Quando a sua hora chegar ,
A escuridão não vai iluminar .

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário