Translate

27 dezembro, 2012

" FAZER AMOR "

Este assunto surgiu numa conversa entre amigos, estávamos fazendo amor e não percebíamos, mas o que é fazer amor?

Este termo geralmente é compreendido como sexo mais amor, logo, fazer amor, contudo para "fazer" é preciso transar?

Quais são as atitudes que possuímos para que isto aconteça acreditando que toda a forma de entrega seja somente esta?Numa penetração, aliás, o que é penetração?

Deixamos passar despercebido alguns comportamentos sem investigá-los a fundo, como uma mãe que faz amor com o filho - sim, porque ela se compromete a ele, se doa, o ama; amigos que conversam e descobrem o além do prazer destas conversas; professores que verdadeiramente lecionam para os seus alunos, pois a arte de ensinar e aprender também é a arte de amar; um músico que faz amor com o seu instrumento e o pintor com os seus desenhos , tintas e pincéis. Portanto, fazemos amor com o companheiro, filhos, amigos, vizinhos, cachorros, gatos, sobrinhos, desconhecidos, conhecidos ... e  com tantas  coisas da vida!!

Entregar-se requer mais do que corpos, requer alma, o interior de cada ser .







...enfiou o dedo no nariz para tirar toda a sujeirada , depois limpou as mãos na roupa . 

Dentes bonitos para um sorriso falso é hipocrisia !

25 dezembro, 2012

UMA PASSAGEM PRA LUA POR FAVOR !


Não queria decifrá-la desta vez , apenas olhar , mesmo porque nunca consegui desvendar certos  mistérios , uma incógnita completamente apaixonante . Um teto de magia que revela-se toda noite de forma diferente , sempre bela , às vezes ousada , outras semanas escondida , e eu aqui rodando querendo  sair , querendo saber , querendo pisar , querendo  tocar – sou egoísta sim , não basta ver .

Sinto que quando olho para o espelho e deixo-me levar pelo olhar ele transforma-se , assim é admirá-la , pois o que vi há um segundo já não era o mesmo , algo puxava , penetrava , e suas amigas aparentemente menores extremamente distante daqui participavam desta comunhão .

Não tenho como retribuir tamanha beleza , a companhia dela acompanha-me desde a infância , quando a descobri além dos desenhos animados , enquanto eu brincava com as nuvens à tarde e à noite chegava , tive que abrir uma enciclopédia de astronomia sem entender quase nada , feito alguém que tem uma carta de amor e mal sabe ler , e tenta por A+ B encontrar um  eu te amo , então , naquele livro dizia que o homem foi à Lua , e que uma estrela vermelha ou alaranjada no céu significaria que estaria queimando . Com pequenas informações e minha pouca idade , acreditei piamente que dentro de poucos anos pessoas fariam viagens para à Lua , primeiramente os ricos , e para o meu rol de conhecimentos o Silvio Santos seria um deles , acontece que os anos passaram-se e nem o Silvio Santos , e tão pouco a torcida do Corinthians compraram passagens para este lugar fora de nossa casa , se é que me expressei bem - nosso planeta !

Ela me faz refletir , mexe com o passado e o instante presente , isto porque desta vez eu queria apenas olhar , eu sempre perco , não sei disfarçar , preciso de um momento sentindo meus vizinhos – minha vizinha .

Fiquei a pensar como seria habitar a casa desta menina , moça , senhora , enfim , sem definições de sexo e maturidade embora eu tenha feito isto no decorrer do texto , e sem colocar determinados obstáculos como a gravidade , água e alimentos  , mas deve ser incrível , principalmente observar a minha “gigante Terra natal” de lá .

Quantas paixões !

20 dezembro, 2012

Hoje tem um ano a sua partida . A única coisa que sobrou de você é a saudade que faz eu lembrar de que tudo foi verdade .




- Você quer fumar um cigarro ?

- Fume !

Um cigarrinho não mata , nem dois , nem três , nem um maço inteiro em um dia mata . O que mata é autoenganar-se .

18 dezembro, 2012




Que delícia é sentir os pingos de chuva escorrerem pelo corpo , lentamente os cabelos e as roupas umedecendo , às vezes eu evito guarda-chuva , quero o sabor da natureza em mim .

















O tic tac das horas 
O zum do silêncio 
O barulho da tv desligada 
Tudo está em movimento 
Representam conversas paralelas 
O funcionar da voz despercebida ao decorrer do dia . 


Escuro olhar misterioso
Escudo!
Esconde o que de mim ?

" Entranhas Estranhas"

Faço-te um segredo nas falas gesticuladas não desvendadas .
Atravesso o caminho , vou ao encontro do horizonte na

v
e
r
t
i
c
a
l

E vejo "claro"
Olhos escuros como os meus .

16 dezembro, 2012

CASA NO CAMPO

Eu também quero uma casa no campo
Onde eu possa descansar em paz
E deitada numa rede
Ouvir o vento e os animais .

Eu também quero uma casa no campo
Onde eu possa ser eu mesma e nada mais
E deitada numa rede
Ver a beleza do céu que não se desfaz .

Eu quero tardes de sol
Alegrando pensamentos sem fim
Eu quero as palavras de mãos dadas
Eu quero a chuva rala sobre a grama
E meu cachorro correndo por ali
Eu quero amar e enxergar
As coisas bonitas da vida .

Eu também quero uma casa no campo
Para fugir do caos da cidade
Onde eu possa levar os meus sonhos
Minhas buscas e escritos ademais .


Onde eu possa levar os meus sonhos
Minhas buscas e escritos ademais


Onde eu possa levar os meus sonhos
Minhas buscas e escritos ademais .

...


04 dezembro, 2012



Um coisa eu não compreendo           

Duas coisas muito menos

Três coisas me confundem

E na quarta já não sei quem sou

A quinta colide com as primeiras

Na sexta causa estragos

Mesmo em divergência

A sétima quer surgir

Entra no round com a oitava

A nona sobe ao pódio para endoidecer

E a décima é nocauteada .






Uma saudade estendeu , abracei lembranças para viver a herança que me deixou .

12:00 - Cuco !


Estranho por que não vê o engano que se meteu teu pensamento

No vento da tempestade que se perdeu há horas atrás

 Eu não sei dizer pra você as respostas que a vida vão te dar

Escute a música que tocou aqui - agora !

Se não entendeu é possível repetir

Mas tem que querer aprender a ouvir

A porta vai bater e você não vai sentir

Quando perguntar por que não vieram te visitar

Eu não vou falar

Vou  deixar você se questionar

E quem sabe um dia

Possas abrir qualquer janela

E perceber que lá fora

A vida corre .

26 novembro, 2012

Olho porque olho


                                                                                           


Pois o que digo
E o que calo
" Fica ".

Olho porque quero !

E olhando descobri outro lado olhado com nova forma .

O l h a r ...

20 novembro, 2012

IMENSO



O teu abraço me envolve
Me entrego
Você me fala sem apenas uma palavra
Simplesmente faz uma surpresa
Deixa-me livre
Para que eu sinta o que está ao meu redor
Eu respiro você e não me afogo
Você deixa todos te visitarem
Porém sei quando olhas para mim
Chama em chamas d’água
As tuas ondas não atacam
A correnteza é leve
E seus beijos às vezes são doces e salgados
Pois és emoção
Sua presença é abundante e tranquila
Não faz maremoto em meu coração
Ao contrário
É calmaria
O nosso contato é profundo
Discreto
A paixão já se foi
E não causa mais estragos
Somos serenos
Juntos somente um .


 

Das vezes que pedi                           
Que fosses embora
Partisses daqui
Para trazer vida nova
Ah !  Hoje quero que fiques
Que o tempo é curto
Faça os minutos pararem
Enquanto olho para mim
E reconheço o que sou
E o que nunca fui
Descubro-me em poucas horas
Para perder-me em minutos
Porque sou assim
Uma  sintonia desafinada
Ordem e bagunça
Feito personalidade
O que vejo no espelho
É um corpo que fala
É preciso muito mais do que só enxergar 

Me perdi !
E confesso que sem saída
Acabo por encontrar solução
Pois em confusão  estou
E a resposta é esta investigação
Que não terá fim
Enquanto penso
Enquanto o tempo passa
Enquanto vivo
Sobrevivo as minhas questões
Mas não deixo de perguntar
E cutucar
Ficam feridas
Vejo cicatrizes
Tenho marcas que não são vistas
Apenas sentidas
Sou o que faz sentir
O que inflama
O que menti
Sou um conhecido que desconhece o próprio ser
Um silêncio que causa tumulto
A cada amanhecer .





" NÃO QUERO LUXO NEM LIXO "

 
Cuidar dos cabelos exageradamente
Ao ponto de não tê-los mais 
Para ter outros que não são seus
Tratar da pele com o cirurgião plástico
Comprar boas roupas de grandes grifes
Fazer viagens de enorme pequeno entusiasmo

Conversar com amigos proprietários
Namorar um milionário
Ter um mega salário
Uma conta bancária confortável
Se possível recheada com sete zeros
Mais carros importados na garagem

Um bom jantar
De preferência no restaurante mais caro da cidade
Com pessoas que peçam escargot sem gostarem
E  ao degustá-lo deixam uma careta de aprovado
Quase que evitando o prato solicitado

Acompanhar  à moda
A tendência - a cor do ano
Seguir etiquetas
Ir ao concerto com os ouvidos tapados
Sair dele apenas no final
E afirmar adorar
Sem ter escutado
Sem ter vontade

Estourar a melhor garrafa de champagne para festejar
Dizer palavras cultas
Frequentar a socialite
Receber o sol da praia de concreto
Fumar charuto por elegância
E reclamar que está cansado
De não fazer nada

Que vida desgraçada !

Uma mansão que moram empregados
No condomínio fechado não se vê nem um gato
Parece que as pessoas se esconderam
Mas elas não estão lá.

Constroem maravilhas
Para exibirem patrimônios
Confundem isto com alegria
Eu não consigo entender .

É preciso saber viver ou é preciso saber ter para ser sem saber o que é ?


E como vai você ... nessa canoa furada ?

17 novembro, 2012





Numa folha qualquer
Eu rabisco um desenho estranho
E com dois braços e seis pernas
É fácil fazer uma aranha.

Corro o lápis em volta
Do corpo e construo uma teia
E se faço pensar
Com duas cores
É uma cilada.

Se um pouquinho de veneno
Cair na corrente sanguínea
Não vai ser cruel
Num instante imagino
Uma presa impedida
De voar para o céu .

GOSTO DO GOSTO QUE GOSTO !






PALADARES ?

É bom conhecer novos autores , ler novas obras , porém , quando a minha mãe faz bolo , que por sinal muito bem , não sei , mas parece que fica com um sabor melhor ainda do que já estava quando provo no dia posterior, simplesmente pela manhã retiro ele da geladeira e corto um pedaço quando todos já experimentaram ontem , inclusive eu mesma , entretanto o sabor do bolo no dia seguinte é inexplicável . Assim me sinto com relação a alguns livros e autores em especial , porque ao ler o que gosto e de quem eu gosto , tenho um gosto ótimo , contudo , percebo que ao reler fica um outro gosto melhor do que já existia .
Aos 18 anos recebi um cartão de aniversário e nele continha uma pequena reflexão do autor Rubem Alves , escritor desconhecido para mim  naquela época , mas , foi a partir daquele momento que passei a conhecê-lo cada vez mais . Nestes últimos dias resolvi retirar da estante um dos muitos livros que tenho dele aqui em casa , pois é gostoso e saboroso experimentar e interpretar novamente - é a mesma comida com um tempero diferente . 

- Entendem ?

Dei várias gargalhadas , foi bom !

Aqui reparto uma fatia do bolo :



O QUE MINHA CADELA PENSA DE MIM 

"Meu nome é Lola. É assim que me chamam. Quando gritam o meu nome, sei que me querem perto deles. Psicologicamente posso ser definida como um animal incapaz de mentir ou fingir. Minha alma mora na minha pele. Quando estou alegre, meu rabo abana por conta própria, independente da minha vontade. Quando a alegria é demais, dou umas mijadinhas. Quando estou triste, meu rabo e minha cabeça abaixam. Quando estou com sono, me esparramo no chão, do rabo ao focinho. Tudo se dependura: pele, orelha, testa, olhos. Meu dono gosta de mim embora fique bravo quando eu pulo para abraça-lo e lhe dou uma lambida. O que é verdade para mim não é verdade para o meu dono. A alma dele não mora na pele. Ele mente. Ele finge. Nunca vai dar uma mijadinha de felicidade. Talvez ele não seja suficientemente feliz para isso. Às vezes, eu estou deitada do jeito como descrevi e ele esta assentado numa cadeira. Ele olha para mim de um jeito diferente. Não é alegria. Não é tranquilidade. Acho que é inveja. Ele gostaria de ser como eu sou, mas não tem coragem...está morrendo de vontade de se esparramar também no chão frio, com eu. Mas não o faz. Fico a pensar: o que impede? Acho que é vergonha. Os homens têm vergonha um dos outros. Sou feliz porque não tenho vergonha e faço o que quero. Talvez essa seja a razão por que os homens gostam de ter pets: porque nos pets eles protejam uma felicidade que eles mesmos não têm. Diga-me o pet que você tem e eu saberei como é sua alma. Os pets têm uma função terapêutica. Bem, eu sou uma cadela, e tudo o que disse foi de brincadeirinha. Porque eu mesma, na realidade, me contento em ser feliz. Não gasto tempo pensando essas coisas..."

13 novembro, 2012

Oh meu português, oh meu tupi, oh meu Brasil !

A ideia não é mais idéia , mas a história continua igual .
O jogo da Coreia mais a estreia com a plateia cheia , perderam os acentos .
Aqueles que creem e leem não usam mais chapéu , justificaram que o voo causava enjoo sem ter nexo algum .
Se quiser para de andar para comer uma pera e geleia não acentue , porque anteontem era de uma forma e agora é outra .
A "infraestrutura somente juntou palavras" , porque a autoestrada continua ruim e o semianalfabeto é quase o mesmo .
O governo semideus diz que a educação é seminova , por meio do sistema geopolítico com a dança da minissaia sem calcinha . A garotada acha isto ultrarromântico , pois representa o neossimbolismo do Estado ultramoderno .
Para ler a Odisseia você boia . Não existe feiura se você tiver joia .
Heroico não é matar uma jiboia , contudo sim , contra-atacar pessoas que vivem de forma sub-humana , cozinhando os sonhos delas dentro do micro-ondas para depois intitular-se o super-homem dos oprimidos .
Com certeza os coautores deste disfarce não são a favor do antirracismo , embora utilizem o discurso da superproteção cultural em um país subdesenvolvido . Eles são super-reacionários e dizem ser superamigos , isto é superinteressante . Estou superotimista .
O SR. EGO CASOU-SE COM A SRª INDIVIDUAL , PARA VIVEREM INFELIZES DENTRO DO UMBIGO 




QUE SÓ CABIA UM! 

12 novembro, 2012


 Regou a rosa , mas ele sabia que ela era de plástico .

 Fez amor com a Rosa - uma boneca inflável !






DO QUE NÃO SEI

                                                          
O estranho disse que o amor é dor    

O odor da flor
Um ator amargo
Um sorriso em sabor
Disfarçado de saber
O que é querer
Sem poder ter


Escrever para quê?
O sentimento não se lê


 Um crime talvez ?
 Se for é imprescritível
 Porque a pena não tem tempo
A sanção sempre é válida
                                                      


 Pois amando matou
                                                      
                                    Quem mais amava . 

04 novembro, 2012

"SIMPLESMENTE VIAJEI"





Zen






Deitada na grama – fiquei assim por duas horas , enquanto a brisa me abraçava e fechava os meus olhos  , o canto dos pássaros de longe levaram os meus pensamentos aos montes que acolheram e renovaram a resistência vital de orientar como andar entre as pedras sem machucar-se tanto .

O cobertor que o sol trouxera para aquecer o meu corpo refletiu ideias com vontades de partirem rumo ao desconhecido , a manifestação do novo que poderia ser também o velho em outros trajes .

A pintura do céu em cinza , com poucos tons na cor azul não esfriavam os sentimentos , apenas acalmavam-os , pareciam amadurecerem entre verdades e caminhos , formavam-se , fortaleciam , ousavam adentrar em lugares escondidos com paisagens nunca antes reveladas , porque o medo decidia o destino .


Foi uma tarde de primavera sem muitas flores  , feita de sabores amargos e doces , destes que se colocam na boca e no primeiro instante  parece azedo prová-los , mas depois que desmancham por completo  , você consegue sentir  e entender que valeu a pena o primeiro momento .

- Sabe a VIDA ?







...vou "importuná-la" de oportunidades importadas, exportadas, importantes !